Sasha Grey

Divulgação Sasha Grey

Sasha Grey, estrela pornô aposentada, falou sobre tecnologia em entrevista ao CNBC e recusou o uso de realidade virtual para o sexo. “Pornô com realidade virtual vai além da conta, é muito na cara. Assisti a um trailer uma vez e foi suficiente para mim”, disse ela, em Singapura.

“Eu não acho que as pessoas assistem pornô para ter uma experiência real, é fantasia. Pornô com realidade virtual é como assistir pornô em uma tela de TV gigantesca… Eu não quero que seja tão real”, afirmou.

A reportagem diz que, junto com o ramo de imóveis e design, o pornô é um dos ramos que será transformado com o advento da realidade virtual. Ainda que Sasha, hoje atuando como DJ, seja uma entusiasta da tecnologia e tenha filmado a sua turnê mais recente pela América do Norte e América do Sul usando câmeras adaptadas para a realidade virtual, o modelo Samsung Gear 360 VR, a ex-atriz recusa a ideia de que a indústria de filmes adultos seja impactada rapidamente.

“Para as gerações mais novas pode ser, mas eu prefiro a coisa real. O tempo dirá. De certa maneira, o pornô sempre tem guiado a tecnologia, como uma espécie de musa”, argumentou. Sasha comentou ainda seu gosto por jogos. “Adoro games, mas não tenho o tempo que gostaria para jogar. Talvez no futuro eu me interessaria em criar um personagem de game”, concluiu.

Sasha, de 28 anos, teve uma carreira meteórica no pornô, quebrando a imagem das mulheres loiras e siliconadas que dominaram a indústria até os anos 90, abrindo espaço para mulheres “reais”. Após se aposentar aos 21 anos, ela vem se dedicando às discotecagens, cinema, TV e literatura. Seu livro de estreia, a ficção Juliette Society, foi lançada no Brasil pela editora LeYa, em 2013.

Sem mais artigos