(crédito: Zé Paulo Cardeal/TV Globo/Divulgação)

(crédito: Zé Paulo Cardeal/TV Globo/Divulgação)

Na abertura do programa Bem, Amigos!, do SporTV,  Galvão Bueno contou que ainda sente o trauma da derrota da seleção brasileira por 7 a 1 para a Alemanha, na Copa de 2014.

“Eu só faltei ir em um analista, a um psiquiatra, uma coisa assim, para tirar o foco, esquecer a história. O jogo de amanhã não tem nada a ver com o 7 a 1”, disse. “Quase fui, quase liguei para a Graça, minha amiga, para a sua mulher, psicóloga, como ela é, porque fica aquele negócio, mas ninguém quer esquecer o 7 a 1”, relatou.

O papo surgiu porque o Brasil enfrenta a Alemanha nesta terça-feira (27), em um jogo amistoso pré-Copa do Mundo. “Então, estou dizendo que quase procurei um analista para tirar esse 7 a 1, esse trauma. O jogo de amanhã não tem nada a ver com o 7 a 1”, afirmou. “Não tem, mas na hora…”, mostrou-se pouco otimista.

Sem mais artigos