O crítico Ben Child, do jornal britânico The Guardian, disse nesta sexta-feira (6) que o diretor José Padilha precisará de um “milagre” para ser bem sucedido com seu novo filme, o remake de Robocop.

O texto, publicado após a divulgação do trailer do longa-metragem, que tem Joel Kinnaman como Robocop, além de Michael Keaton, Gary Oldman e Samuel L. Jackson no elenco e orçamento de US$ 100 milhões, diz ainda que o filme não deve agradar a todos.

“Se a nova versão se provar uma pálida imitação do primeiro filme, que é bombástico, com sua maravilhosamente sinitra sátira social do corporativismo americano, teremos pago para ver um filme estúpido”, argumenta. O jornalista levanta dúvidas a respeito da nova armadura do protagonista, que, segundo ele, não fez sucesso com os fãs da da série.

“Parece que este é um um Robocop mais ágil e menos bonzinho, mas será que Padilha vai trazer energia e imaginação para fazer desta segunda tentativa algo de bom?”, questiona.

Assista:

Sem mais artigos