Lucas Lucco

Divulgação Lucas Lucco

Lucas Lucco esteve no programa Encontro, da TV Globo, apresentado por Fátima Bernardes, nesta quarta (11) e comento abertamente sobre depressão e síndrome do pânico. “As coisas foram acontecendo e quando eu me vi já estava desse jeito. Comecei a não conseguir ir aos shows, faltar as gravações da novela, porque não conseguia sair de casa. Tinha medo. É uma doença, uma ferida que ninguém pode enxergar. As pessoas te olham e não conseguem ver nada além de um rosto triste. É difícil de expor, explicar. Parece que ninguém te entende. Por mais que as pessoas tentem definir o que está acontecendo com você, é muito pior do que acham. Hoje, estou muito bem”.

O músico e ator, que atualmente está no ar no papel de Uodson, em Malhação, contou também ter desenvolvido a doença após a fama: “Depois que essa nuvem negativa saiu da minha vida pude perceber várias coisas. Sempre fui um cara emotivo. Sou de uma família de muita fé. A história toda da minha carreira tem 4 anos. Entendi o propósito de Deus na minha vida, o porquê disso ter acontecido. Antes do sucesso eu não tinha nada. Eu era vendedor em um shopping. Você pode ser rico ou pobre que essa doença não escolhe”, afirmou.

A psiquiatra Fátima Vasconcellos, que também estava no programa, alertou para a seriedade da depressão: “É uma doença e tem que ter tratamento médico. Tem que ter medicação e terapia. Quando a gente conhece a doença tem como enfrentá-la”, argumentou.

Sem mais artigos