Monica Lewinsky, ex-estagiária da Casa Branca que ficou famosa por ter vivido um affair com o ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton, criticou publicamente uma piada sobre o caso usada na série Orange is The New Black. A rápida menção está no 11º episódio da primeira temporada do programa, que narra a vida de Piper (Taylor Schilling), uma mulher de classe média alta que vai parar na prisão por crimes que cometeu na juventude.

Na cena em questão, a personagem Nicky (Natasha Lyonne) diz à Daya (Dasha Polanco) que para acusar um guarda da prisão de estupro, ela precisa “Fazer a Lewinsky” e “sujar o uniforme com esperma”.

Em texto publicado na revista estadunidense Vanity Fair, Monica falou sobre o momento em que assistiu à cena. “Fiz o que costumo fazer quando a cultura me arremessa um pedaço do meu eu antigo”, disse. “Depois de ficar absolutamente constrangida, sentir o peso da vergonha e a ideia de que não sou mais a dona da minha própria vida, eu deixei pra lá e desliguei a TV”, desabafou.

As duas temporadas de Orange is the New Black estão disponíveis no Netflix. 

 

Sem mais artigos