A polícia está investigando se o acidente que causou a morte do ator Paul Walker e do empresário Roger Rodas no último sábado em Valencia (Califórnia) pode ter acontecido enquanto os dois apostavam corrida com outro veículo, informaram nesta segunda-feira canais de televisão locais.

O acidente aconteceu depois de o ator deixar o evento beneficente da fundação criada por ele, a “Reach Out Worldwide”, organizado para arrecadar fundos destinados aos sobreviventes do tragédia causada pelo tufão “Haiyan” nas Filipinas.

Walker, um dos protagonistas da franquia cinematográfica “Velozes e Furiosos”, estava no banco do carona do Porsche Carrera GT vermelho, dirigido pelo empresário e piloto de corridas de El Salvador, Roger Rodas, segundo a imprensa local.

O carro, que estava em alta velocidade, pegou fogo após se chocar contra um poste público de iluminação e uma árvore em Valencia, na cidade de Santa Clarita.

A investigação agora aponta o envolvimento de outro veículo no acidente, disse o sargento Richard Cohen à emissora “CNN”.

“Naturalmente, do ponto de vista investigativo, precisamos descobrir se foi um dos problemas”, comentou.

A polícia estuda também a possibilidade de que o outro veículo tenha girado bruscamente na frente do Porsche e causado o acidente, disse Cohen.

É o que sugerem as marcas dos pneus no local da colisão, que poderiam indicar, segundo o policial, que um automóvel fez manobras desse estilo, embora não tenha sido confirmado que estejam diretamente relacionadas ao acidente.

Cohen afirmou, além disso, que a rua onde aconteceu o acidente tema reputação de ser utilizada neste tipo de corridas, o que levou a polícia a tomar medidas específicas há dois anos.

O legista do condado de Los Angeles ainda não identificou de forma oficial os corpos das duas pessoas achadas no interior do veículo, apenas a imprensa.

Walker, de 40 anos, estava, atualmente, gravando o sétimo filme da saga “Velozes e Furiosos”. A revista “Variety” sustenta que a produção será atrasada e que possivelmente afete sua data de estreia, prevista para julho.

A célebre franquia de filmes, a mais bem-sucedida do estúdio Universal Pictures, arrecadou quase US$ 2,4 bilhões nas bilheterias de todo o mundo.

O último filme, o sexto, foi o de maior sucesso, com uma bilheteria de cerca de US$ 800 milhões.

Walker se descrevia em seu perfil do Twitter como um “amante da natureza, viciado no mar e em adrenalina”. 

Sem mais artigos