Não precisa assistir Game of Thrones pra saber que a final da temporada foi no último domingo: você deve ter visto as pessoas da sua timeline dando spoilers, reclamando deles ou os dois. Na verdade, não precisa ser fã pra dar spoilers: eu mesma recebi o spoiler de ontem de uma pessoa que nem assiste a série e leu em algum lugar. O que importa é que está cada vez mais complicado ficar na internet se você não pretende assistir um seriado no horário em que ele passa na TV ou ler um livro logo depois do lançamento.

Logo depois do fim do episódio em que Joffrey Baratheon é envenenado, minha timeline recebeu esse post

Logo depois do fim do episódio em que Joffrey Baratheon é envenenado, minha timeline recebeu esse post. Eu ainda não tinha assistido

A questão do spoiler fica ainda mais controversa porque hoje todo mundo assiste as coisas na hora que quer. Ao mesmo tempo que isso seria motivo pra manter todo mundo (se bom senso existisse) calado depois de uma season finale, também vale pra argumentação do lado contrário: afinal, se for assim, ninguém nunca vai poder discutir uma série na internet nunca, afinal sempre vai ter alguém atrasado. E com Game of Thrones, uma série inspirada numa saga literária, a coisa fica ainda mais nebulosa. Quem leu os livros já sabe há anos o que deve acontecer nos episódios, ainda que as duas narrativas estejam se afastando cada vez mais.

No entanto, talvez todo mundo seja unânime em concordar que publicar um spoiler logo depois do fim de um episódio é muita sacanagem. Pode ser fruto de sadismo ou empolgação inocente, mas é quase certo que alguém vai te odiar – e que você vai tirar de alguém a chance de viver a emoção que você teve ao ler ou assistir a saga. A radialista Paula Baldassari não liga pra isso e se auto proclama rainha de spoilers de fim de Game of Thrones no Facebook. Por exemplo: correu pra postar no Facebook uma foto do Rei Joffrey Baratheon morto logo depois do episódio em que isso acontece. Nesse domingo, a timeline dela já continha o nome de quem morre no final uma hora antes do episódio rolar. O mais surpreendente: Paula faz isso porque, segundo ela, tem quem goste. E nem é tão sério assim. “Passou em rede mundial. E o que aconteceu ontem estava em um livro lançado em 2011”, argumenta ela. “E eu AMO spoilers”, conclui. Paula é tão viciada em revelar detalhes da série que estragou a graça da morte de Joffrey até para Lemmy, o vocalista da banda Motorhead, que ela acabou conhecendo em um festival de música na Bélgica.

Há quem argumente que, depois que o episódio passou na TV, não é mais spoiler. Há quem admita uma semana de tolerância, não mais. O que importa é que nossas timelines estão cheias de gente que, porque se importam muito pouco ou por espírito-de-porco, mesmo, podem estragar sua sessão de séries no fim de semana. Pra se proteger delas, você pode instalar ferramentas no seu navegador. Dá uma olhada:

Sem mais artigos