Existe uma tradição completamente inexplicável nas comemorações do Dia da Independência dos Estados Unidos, celebrado nesta terça-feira (4).

Ela acontece na Hermosa Beach, em Los Angeles, e consiste no seguinte: competidores correm 1,6 quilômetros, pedalam a mesma distância e, em seguida, bebem seis engradados de cerveja com meia dúzia de latas em cada um. Obviamente, essa coisa completamente sem noção rolou de novo em 2017.

Repórter do canal local KTLA, Wendy Brunch estava na “festa” cobrindo o evento para o noticiário do qual faz parte. Durante uma entrevista, é possível ver uma moça vomitando no chão e uma série de outros caras fortões com ânsia bem atrás dela.

Ou seja, o link todo é muito tenso.

Até que o pior acontece e Wendy e seu entrevistado são atingidos em cheio por um jato de vômito de cerveja que só Deus na causa.

Os âncoras do jornal ficaram tipo "que isso meeeeeu!!!!???"

Reprodução Os âncoras do jornal ficaram tipo “que isso bichoooooo!!!!???”

O sinal foi cortado em seguida, retornando para o estúdio onde os apresentadores estavam completamente impressionados. Em depoimento mais tarde nas redes sociais, Wendy revelou que ela continuou a entrevista, mesmo cheia de vômito no corpo, por mais dois minutos até perceber que não estava mais no ar.

Uma guerreira.

Bronca ao vivo? Relembre gafes na TV

 “Aham, senta lá, Cláudia”. Não é necessário nem explicar.
 “Não pode cortar direto pra mim senão dá delay”, Galvão deu uma bela bronca na sua equipe no início da transmissão da Fórmula 1.
Durante a transmissão de um show do Black Eyed Peas, a repórter do Multishow tentou fazer uma entrevista com Fergie, que entrava no palco. Ao esticar o microfone e trocar poucas palavras com a cantora, um segurança rapidamente a cortou: “o que você prometeu que não ia fazer?”.
O torcedor palmeirense chamou os rivais são-paulinos de “bichas” e levou um toco da repórter da ESPN Brasil: “vamos modernizar esse pensamento”.
Quem vê Big Brother 24h no PPV sabe a quantidade de broncas que os participantes levam. No BBB9, a participante Ana Carolina cortava as cutículas de Naiá. Ao ouvir a voz do diretor Boninho, os participantes ficam constrangidos: “Dona Ana Carolina, isso é um aviso para a senhora e a dona Naiá. Este alicate não está esterilizado. A dona Naiá é diabética. Se essa merda inflamar, eu vou arrancar o seu braço. Então para de brincar com alicate”.
Durante a Copa do Mundo, o repórter Abel Neto devolveu a transmissão para a cabine e aparentemente sinalizou de forma impaciente para sua equipe enquanto ainda estava no ar.
Em um episódio recente, Lucas do ‘MasterChef’ teve que ouvir Paola Carrosella lavar roupa suja na TV. O cozinheiro teria recusado um estágio no restaurante da jurada, mas não chegou a avisar da negativa. “Ao menos levanta o telefone e liga”, disse ela.
Amanda do Pânico na Band conversava com Mano Brown, do Racionais MCs. Quando o papo começou a ficar mais solto, o rapper foi direto: “Não começa com graça não”.
A repórter da Globo ficou toda atrapalhada com o barulho da torcida atleticana. “Vocês estão me deixando confusa”, disse. Quando chegaram a gritar o nome do jogador Bernard, ela achou que falavam “Neymar”.
No Cidade Alerta, a repórter Narla Aguiar mexia no celular quando foi pega de surpresa por Marcelo Rezende: “Brincadeira, amanhã vem de short, protetor solar”. “A gente fica esperando até chamar a gente”, retrucou.
Foi brincadeira ou não? Fátima Bernardes recebeu Maria Ribeiro no ‘Encontro’ e pediu para a atriz sentar direito. Ela deu risada, mas depois explicou: “pode parecer que você está desinteressada”.
Geraldo Luís apresentava o ‘Balanço Geral’ quando caçoou do diretor do programa, que entrou com áudio no ar: “Você quer repetir o que falou na minha cara? Você sabe por que eu não vim fazer o programa hoje? Eu vim fazer uma reunião com o fã clube do Justin Bieber por causa das coisas que você fala mal dele. Aí eu tenho que vir corrigir as coisas que você fala”, disse ele.
Mais do que uma bronca, Jorge Kajuru quase foi agredido pelo boxeador Marinho, criticado pelo jornalista por sua conduta durante uma luta.
Quando o repórter que entrevistava o jogador Loco Abreu parou de prestar atenção, o jogador uruguaio o repreendeu: “não dá”.
Apressada? Patrícia Poeta já se levantava da bancada do Jornal Nacional quando os créditos começaram a rolar na tela. Imagina só o que falaram no ponto nessa hora?
Sobrou até para o Ratinho. “Porra, Ratinho. Você convida e não me deixa falar”, disse Dercy Gonçalves. “Eu não vim aqui para passar ridículo”.
O repórter Alan Severiano, da TV Globo, mostrava um descarrilamento na Filadélfia quando foi repreendido por um policial norte-americano ao vivo: “saia da rodovia”, disse o oficial.

Repórter é atingida por jato de vômito ao vivo em TV dos Estados Unidos

Sem mais artigos