Daryl Hannah em Sense8

Daryl Hannah em Sense8

Não é que a gente nunca tenha falado por aqui de Sense8, a nova produção de Lana e Andy Wachowski em parceria com J. Michael Straczynski para o Netflix. Tanto anunciamos o projeto televisivo como também falamos um pouco mais dele perto do lançamento. Então, se você ainda não acessou o seu serviço de streaming para ver um episodiozinho que seja (até porque é meio impossível ficar somente no primeiro), é bom ter uma boa desculpa na manga.

Com um potencial enorme para desenvolver uma base de fãs e render algumas temporadas, a série fala sobre oito pessoas que vivem ao redor do mundo e estão conectadas pela famosa “ressonância límbica”, que quer dizer uma capacidade de entrar em sintonia com manifestações internas de outros.” Ou seja, uma angústia em Mumbai pode ser sentida diretamente de Berlim, sacou? Só que, com o desenrolar da série, esses oitos “sensates”, que é como eles são chamados (e é como se pronuncia o nome da série em inglês, fazendo um jogo de sons com “eight”, oito), descobrem que estão sendo caçados por uma organização e precisam se safar.

Como ponto de união dos sensitivos está Jonas, personagem de Naveen Andrews (o Sayid de Lost), com quem a gente bateu um papo durante um evento do Netflix que rolou há algumas semanas. Junto com ele estava Miguel Ángel Silvestre, espanhol que vive Lito na série, um ator mexicano de novelas que guarda sua sexualidade como segredo. Veja abaixo o que eles falaram sobre atuar no primeiro trabalho televisivo dos irmãos conhecidos por Matrix:

Naveen em cena

Naveen em cena

“Eu tenho um jeito até bem convencional de ler um roteiro, e não foi o que aconteceu desta vez. O que estava no roteiro não era o que aparecia no resultado final, havia muitas questões sobre os personagens para mim e para a Daryl Hannah.”

“Lana fica literalmente atrás da câmera, sussurrando o que fazer, passo a passo, como deve ficar no final. Você precisa ficar vulnerável para ouvir receber essas palavras. “Como um sensate?”, perguntei. Ele riu e respondeu que não tanto.”

Miguel Ángel como Lito

Miguel Ángel como Lito

Apesar de ter um lado cômico em seu personagem, Lito encontrou o tom mais sério graças à direção de Lana. “Você precisa ser flexível e estar se sentindo desconfortável para conseguir ser espontâneo. Você não pode saber qual será o resultado final do trabalho, ou irá perder a espontaneidade”, conta.

“Então tá lá todo mundo sério, de repente entra a Cidade do México na cena, a gravação de uma novela, aquele clima de gente dançando e tal. Você não pode estragar as coisas, e eu fiquei com bastante medo nessa hora.”

Na galeria abaixo você conhece melhor cada sensate, seu país de origem e um pouco de cada história. Se você não tinha encontrado motivos para ver a série, agora tem aos montes! Olha lá:

Sem mais artigos