O secretário de cultura do Rio de Janeiro, Sérgio Sá Leitão, se encontrou com o agente do cineasta Woody Allen durante o Festival de Cinema de Cannes, que terminou há pouco mais de uma semana, na França. De acordo com a revista Veja, a pauta da conversa entre os dois foi a mesma de sempre: um projeto de filme dirigido por Woody e rodado no Rio de Janeiro. Por enquanto, nada feito.

 

Ainda de acordo com a publicação, o agente reafirmou ao secretário que a ideia está “em estudo” – mesma resposta usada há quatro anos. Ele teria dito ainda que os produtores têm a intenção de fazer o filme, mas Woody nunca bate o martelo.

Quem morre de vontade de promover o Rio com a ajudinha do cineasta é Eduardo Paes, prefeito da capital fluminense. Em entrevista ao jornal O Globo no ano passado, Paes declarou que pagaria “o que for” pelo filme. “Eu quero muito que ele venha! Já fiz de tudo. Falei com a irmã dele, mandei bilhete via (o arquiteto Santiago) Calatrava, que é vizinho dele em Nova York, e pago o que for para que ele venha filmar aqui.”

O próprio Woody Allen, em entrevista dada ao portal UOl em 2012, justificou a demora. “Há tempos estou considerando seriamente uma proposta que me foi feita por pessoas no Brasil. A questão, para mim, é achar a história certa para cada país, e ainda não achei a história certa para o Brasil.”

Sem mais artigos