Marcão do Povo foi contratado pelo SBT

Divulgação Marcão do Povo foi contratado pelo SBT

Em mais uma jogada polêmica do núcleo jornalístico do SBT, a emissora de Silvio Santos anunciou nesta quarta-feira (03) em seu site que vai pagar R$ 3 mil por horas para “produtores domiciliares” de conteúdo.

O que o SBT diz que quer é transformar o telespectador num “produtor de televisão sem sair de casa”. A ideia é que os interessados mandem material bruto sobre um tema específico para que a emissora faça um especial de uma hora.

Não é a primeira vez que a emissora faz algo do tipo. No ano passado, por exemplo, o SBT disse que pagaria até R$ 10 mil para jornalistas que enviassem pautas ou matérias pela internet. A atitude da emissora repercutiu negativamente na época e algumas entidades jornalísticas, como o Sindicato dos Jornalistas de São Paulo (SJSP), não gostaram da história.

Acostumado a desagradar jornalistas, o SBT conta ainda com Dudu Camargo, de 18 anos, no comando do Primeiro Impacto, telejornal matinal da emissora.

 

 

Sem mais artigos