Gil conta em biografia como foi difícil aceitar homossexualidade

Gil do Vigor contou em sua biografia, lançada na última semana, sobre alguns episódios pelos quais passou na vida antes de assumir que era homossexual.

Em um deles, Gil explicou que também aceitou ao “chamado divino” acreditando que poderia ser curado da homossexualidade.

“Durante a missão, eu me reprimia. Negava quem eu era. Achava que, por ser missionário, fosse ser ‘curado’. Como se homossexualidade fosse uma doença. Era algo que me dilacerava profundamente”.

Em “Tem Que Vigorar” (título da biografia do ex-BBB), Gil também relembra passagens de quando era missionário mórmon da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Sem mais artigos