Sharknado, absurdo
filme sobre uma tempestade de tubarões, foi um dos assuntos mais discutidos da
internet nesta semana. E o elenco do filme, que normalmente não faria esforços
para promover um filme B de orçamento pequeno (US$ 2 milhões) parece aproveitar
o momento de atenção da mídia como nunca.

“Depois de ler o roteiro, achei que ele nunca seria
produzido”, diz Ian Ziering,
cujo único papel de destaque foi na série Barrados
no Baile
. Agora, defende o filme com unhas e dentes. “A cena de abertura de
Sharknado é melhor do que Tubarão [clássico de 1975 dirigido por
Steven Spielberg]”, exagera.

“Nós sabíamos claramente que não era um filme série
quando assinamos o contrato”, se justifica Cassie Scerbo, que interpreta Nova no filme. “Tenho senso de
humor para essas coisas e consigo entendê-las pelo que são. Eu definitivamente
faria uma sequência”, conclui. Tara
Reid
também considera Sharknado 2.
“Por que não? O filme é tão ridículo, quase tão ruim que é bom”, disse ao TMZ.

E a sequência pode acontecer. O longa-metragem atingiu
tímidos 0,4 pontos de audiência em sua primeira exibição no canal a cabo
norte-americano Syfy, mas, por outro
lado, acumulou mais de 5 mil citações por minuto no Twitter nesta semana e um
trending topic de mais de 24 horas.

Um dos comentários mais festejados na rede social veio do roteirista
e co-criador da série Lost, Damon Lindeof.
“Vou escrever a sequência de Sharknado e vou fazê-lo antes da exibição terminar”,
brincou. O Twitter oficial do canal Syfy retrucou: “E nós vamos te pagar
maravilhosamente por isso. E por maravilhosamente entenda absurdamente pouco”.
Talvez ele não ligue. 

Sem mais artigos