Com estreia em São Paulo marcada para esta sexta (7), Rock
in Rio – O Musical
chega a São Paulo depois de uma bem sucedida temporada no
Rio de Janeiro. Reunindo 25 artistas e uma banda com nove músicos, o espetáculo
é inspirado em um dos maiores festivais do mundo, criado no Brasil e prestes a
realizar sua quinta edição.

São 28 anos de Rock In Rio. No Brasil, o festival que nasceu em 1985 teve sua segunda edição em 1991, seguida pelo ano de 2001. Após um hiato de uma década, a festa reapareceu em 2011 e, este ano, em setembro, acontecerá a quinta edição nacional do caldeirão musical.

A ideia de transformar o que o Rock In Rio simboliza em um musical teve início em 2011. Tudo começou quando Roberto Medina, idealizador do evento, convidou o produtor Luiz Calainho para encarar esse desafio – e ele aceitou.

João Fonseca (Tim Maia – Vale Tudo) foi, então, chamado para dirigir o espetáculo e recebeu carta branca para criá-lo. Com texto de Rodrigo Nogueira (Play), Rock In Rio – O Musical é especialmente voltado às quatro edições brasileiras do festival. 

Foram três mil selecionados até se chegar ao seleto grupo de 25 pessoas que atuam, cantam e dançam no espetáculo que celebra a música. 

Com apresentação da Oi e dos Correios, 17 cenários foram criados para ambientar o musical que será lançado em São Paulo na próxima sexta (07). “A temporada do Rio foi brilhante, muito em função da marca Rock In Rio e do corpo artístico e criativo”, comemorou Calainho.

A intenção é expandir o alcance do festival ao redor do mundo, que pode ter versões futuras em cidades como Los Angeles, Lima e Berlim. “O que a gente quer é criar a maior marca de música do mundo. E isso não significa somente um evento e sim estar presente na vida das pessoas de várias formas”, pontuou a vice-presidente do Rock in Rio, Roberta Medina, em entrevista coletiva na última quarta-feira (05).

De Erasmo Carlos a Britney Spears, de Daniela Mercury a Iron Maiden

Sob a direção musical de Délia Fischer e coreografia de Alex Neoral, os 25 artistas atuam acompanhados por uma banda formada por nove músicos.

Para a seleção das canções – 50 hits da história dos quatro festivais brasileiros –, foram consideradas, a partir de várias mãos, listas de músicas de maior relevância nas edições do Rock In Rio. 

“As músicas escolhidas também deveriam servir para contar a história”, comentou o diretor João Fonseca. Há ainda algumas versões de famosas composições, como a de Sting, Every Breath You Take e de Noel Gallagher, Wonderwall.

Grande parte das músicas, a exemplo de Todo Amor Que Houver Nessa Vida, de Cazuza e Frejat, e Pessoa Nefasta, de Gilberto Gil, são de grupos nacionais.

Enredo: Sofia e Alef

A trama de Rock In Rio gira em torno de um garoto, Alef (Hugo Bonemer), que perde o pai na época da ditadura e para de falar, confortando-se na música. Ele é filho de Glória, interpretada pela atriz Lucinha Lins, veterana em musicais. 

Paralelamente, Sofia (Yasmim Gomlevksy), vê a mãe falecer na mesma época e para de ouvir música. Dona de uma língua afiada, Sofia é filha de Orlando (Guilherme Leme), organizador do festival. As histórias dos dois jovens vão se encontrando no decorrer dos dois atos do espetáculo, com cerca de 2h30 de música.

Assista a algumas cenas de Rock In Rio – O Musical:

No vídeo abaixo, você pode entender melhor o processo de seleção dos atores:

Serviço

Rock in Rio – O musical

7 de junho a 4 de agosto (No dia 08/06, o espetáculo será apenas para convidados)

Teatro Alfa – Sala A

Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722, Santo Amaro

Telefones: 5693-4000 e 0300 789 3377

Preços: De R$ 40 a R$ 160

Sem mais artigos