Mesmo após ser condenado pelo Tribunal de Justiça e ficar inelegível por cinco anos, o ex-prefeito de São Paulo Paulo Maluf revelou a Amaury Jr. que pretende se candidatar em 2014. “Se Deus quiser”, exclamou durante a conversa que vai ao ar nesta quarta-feira (13), na RedeTV!.

Apesar da decisão em segunda instância do TJ-SP, Maluf e seus advogados ainda podem recorrer em instâncias superiores. Procurado pela Interpol, o político de 82 anos fez questão de dizer que não se arrepende de nada. “Tenho orgulho de ter feito o que fiz, sou cristão, católico e tenho certeza que quando for prestar contas, Deus vai ficar contente”.

Ao longo da conversa, que aconteceu enquanto jogava uma partida de tranca com Amaury Jr., Maluf garante que tem boa saúde e caminha todos os dias. “O Dr. Kalil Filho, que cuida de mim, brinca que também cuida do Lula, mas que vota no Maluf”.

Em outro momento, o engenheiro conhecido por obras como o Elevado Costa e Silva, o Minhocão, e a Marginal Tietê aproveitou para criticar a invasão da reitoria da Universidade de São Paulo, a USP, por alunos. “A USP é uma glória nacional, eu sou fruto da USP! Vou informar ao telespectador que o aluno da USP estuda de graça e quem paga é você, através do ICMS. Os alunos invadiram a reitoria, e se sua casa é invadida você chama a polícia. Era o que deveria ter acontecido. O que falta neste País é coragem para resolver os assuntos. Os alunos não têm direito de pichar e estragar computadores, quem paga é o povo”.

Sem mais artigos