A Aparição, com Ashley Greene e Tom Felton

| Créditos: divulgacao
| Créditos: divulgacao
| Créditos: divulgacao
| Créditos: divulgacao
| Créditos: divulgacao
| Créditos: divulgacao
| Créditos: reproducao
| Créditos: reproducao
| Créditos: reproducao
| Créditos: divulgacao
| Créditos: divulgacao
| Créditos: divulgacao
| Créditos: divulgacao
| Créditos: divulgacao
| Créditos: divulgacao
| Créditos: divulgacao
| Créditos: divulgacao
| Créditos: divulgacao
| Créditos: divulgacao
| Créditos: divulgacao
| Créditos: divulgacao
| Créditos: divulgacao
| Créditos: divulgacao
| Créditos: divulgacao
| Créditos: divulgacao
| Créditos: divulgacao
| Créditos: divulgacao
| Créditos: divulgacao
Kelly (Ashley Greene) | Créditos: Reprodução/Twitter

Nem mesmo a presença de Ashley Greene, a Alice Cullen da saga Crepúsculo, e de Tom Felton, o Draco Malfoy da franquia Harry Potter, conseguiu salvar o terror A Aparição. O desempenho nas bilheterias foi tão fraco que ele, inclusive, teve seu lançamento no Brasil cancelado.

 

O filme, que custou US$ 17 milhões, não chegou nem perto de cobrir seu orçamento, arrecadando apenas US$ 4.9 milhões nos Estados Unidos, onde estreou no final de agosto, e US$ 9.6 milhões mundialmente.

Previsto inicialmente para chegar aos cinemas brasileiros no final de setembro, o filme deve ser lançado diretamente em DVD, embora a Warner ainda não tenha divulgado uma data.

Dirigido por Rodd Lincoln, A Aparição conta a história do casal Kelly (Greene) e Ben (Sebastian Stan), que acidentalmente evoca uma presença maligna durante um experimento de parapsicologia na universidade.

A força se alimenta de seus medos e, por isso, passa a atormentá-los. É então que eles recorrem a Patrick (Felton), um especialista em fenômenos sobrenaturais que pode ser o único capaz de interromper o processo. Mas, mesmo para ele pode ser tarde demais.



Terror com Ashley Greene e Tom Felton tem lançamento cancelado no Brasil

Sem mais artigos
Sair da versão mobile