Para Tom Hanks, transformar-se em Walt Disney para o filme Walt nos Bastidores de Mary Poppins foi uma questão de achar o bigode certo. Em entrevista ao site Access Hollywood, o ator falou sobre a trabalheira que deu para que ele ficasse parecido com o lendário produtor.

“Eu não tenho a mesma estrutura facial que o Disney tinha, então o bigode tinha de ter um ângulo em particular. Não podia ser muito largo, mas não podia ser estreito. Tinha de ter uma certa quantidade de pele entre o bigode e a parte de baixo do meu nariz. A equipe criativa tinha fotografias do tipo de espião com closes e ampliações do Disney, com setas, medidas e gráficos”, explicou Hanks.

“Era como uma coisa de escala de pêlos por centímetro. Era um bigode muito importante. Foi o bigode mais analisado, discutido e digno de se escrever anotações na Disney. Foi o bigode mais importante da história da humanidade”, brincou.

O projeto, focado na vida da autora de Mary Poppins, P.L. Travers (Emma Thompson), mostrará a tumultuada produção do filme baseado em sua obra, além do relacionamento da escritora com Walt Disney.

Com direção de John Lee Hancock (Um Sonho Possível), Walt nos Bastidores de Mary Poppins tem estreia no Brasil marcada para o próximo dia 7 de fevereiro.

Sem mais artigos