A nova novela das 21h da Globo, Babilônia, estreia em 16 de março. E os noveleiros e fãs da obra de Gilberto Braga (autor da trama) já estão em pânico: o setor de vilãs poderosas (especialidade do autor) virá turbinado com as protagonistas Beatriz (Glória Pires) e Inês (Adriana Esteves).

O embate entre as duas promete, tanto que muita gente já considera o caso como um “duelo entre Maria de Fátima e Carminha” – em alusão às duas grandes vilãs vividas pelas duas atrizes, em Vale Tudo e Avenida Brasil, respectivamente.

Mas em se tratando de vilãs, Gilberto Braga sempre foi o grande mestre. Socialites falidas, jovens ambiciosas, mulheres vingativas, chantagistas e invejosas – tem de tudo na obra do novelista. Relembre na galeria a seguir as terríveis vilãs que agitaram as tramas do autor desde 1978.

As terríveis e maravilhosas vilãs de Gilberto Braga

A nova novela das 21h traz duas vilãs irresistíveis: a Beatriz de Glória Pires (uma nova Maria de Fátima?)...
...e a Inês de Adriana Esteves (uma nova Carminha?) Seja como fôr, o duelo das duas promete!
A primeira grande vilã de Gilberto Braga foi a socialite Yolanda, vivida por Joana Fomm em
A cruel grã-fina tinha como objetivo afastar sua irmã, a ex-presidiária Júlia Mattos (Sônia Braga), da presença da filha de Júlia, Marisa (Glória Pires)
Apesar das maldades, Yolanda se regenerou ao final da trama
Em
A esnobe ex-ricaça tentou manipular todos os personagens, em busca de dinheiro e prestígio
E ainda boicotava a vida do filho Marcos (Fábio Jr.), com quem tinha uma relação meio Jocasta-Édipo
A novela seguinte de Gilberto foi
Mãe do gay Inácio (Dênis Carvalho), ela tenta
A elegante milionária aprontou muitas maldades ao longo da novela
Depois foi a vez de Renata (Tereza Rachel) em
Perversa, Renata queria tomar a fortuna do cunhado, o gagá Edgar Dumont (José Lewgoy), além de sabotar o romance da enteada com seu filho (que ela pensava ser o filho da empregada)
Mas na verdade Renata era uma ex-pobretona, filha do garçom Agenor (Mário Lago), e cujo verdadeiro nome era... Agetilde Rocha. A máscara da vilã cai diante de todos, em uma cena inesquecível
A dissimulada socialite armou para se casar com o milionário Alfredo Fraga Dantas (Hugo Carvana)
Mas desta vez o autor não perdoou a vilã: Lúcia morreu queimada ao lado do eterno amante, Amauri (Stênio Garcia)
Apesar de criada por Eça de Queiroz no livro
Em
A ambiciosa Fátima era capaz de tudo para ser rica, inclusive trapacear a pobre mãe Raquel (Regina Duarte)
Fria e calculista, Fátima enganava a todos, conseguindo casar com o milionário Afonso (Cássio Gabus), o filho de Odete
Sem deixar de viver com o amante e cúmplice, César Ribeiro (Carlos Alberto Riccelli)
Mas Fátima era amadora perto da malvada profissional Odete, até hoje a mais lembrada vilã da TV brasileira
Mulher dominadora, responsável pelos traumas da filha alcoólatra, Heleninha (Renata Sorrah)
A empresária de aço comandava a TCA e a vida da família com mão de ferro
Mas foi castigada: terminou assassinada, por engano - a assassina Leila (Cássia Kiss) pensou que estava atirando em Maria de Fátima...
A fútil e interesseira Karen (Maria Padilha) de
A terrível perua faz de tudo para arrancar dinheiro dos outros, e sustentar seu casamento com o panaca Júlio (Daniel Dantas)
Mas a grande vilã da novela é Constância Eugênia (Nathalia Timbergh), hilária e revoltante em suas armações
Em
Com muitas armações, conseguiu se casar com o ricaço Raul (Tarcísio Meira), mas morreu num incêndio no meio da novela - estratégia da Globo para retirar Vera Fisher de cena devido aos problemas pessoais da atriz na época
Em
Ao lado de seu eterno Michê (Márcio Garcia), Laura arruinou a vida de Maria Clara (Malu Mader) para se vingar e tomar da rival aquilo que considerava seu
A personagem, inspirada em Eve (Anne Baxter) do filme
Em
Mas quem roubou a cena foi a
A prostituta atrevida se uniu a Olavo (Wagner Moura) para aprontar mil maracutaias
E terminou bem, envolvida num escândalo político e saindo por cima
Protagonista de
Suas maldades e armações tinham como objetivo se vingar do homem que a seduzira, Léo (Gabriel Braga Nunes)
Norma, por bizarro que pareça, terminou assassinada a la Odete Roitman
Maria de Fátima e Odete Roitman desejam boa sorte para as novas vilãs de

Vem aí "Babilônia": Relembre as imortais vilãs criadas por Gilberto Braga

Sem mais artigos