“Quem sabe faz ao vivo”, diria Faustão, mas isso nem sempre basta. Trabalhar com reportagens na rua e lidar com o público já é difícil, quando a tarefa é fazer isso ao vivo, a coisa piora. A compilação abaixo mostra repórteres estrangeiros sendo interrompidos das piores maneiras possíveis: brincadeiras, agressões e até uma lambida no pescoço. Assista.

Sem mais artigos