Ela recebeu a fruta durante primeiro voo e guardou para comer durante a espera para segundo voo até o destino final

A norte-americana Crystal Tadlock, do Colorado, teve que pagar mais de R$ 1 mil de multa por não declarar uma maçã que ganhou durante voo de Paris a Minneapolis, ao passar pela alfândega dos Estados Unidos. Ela guardou a fruta para comer durante a escala para o próximo voo com destino a Denver e foi pega durante uma inspeção. As informações foram publicadas pelo Independent

“Me perguntaram se a viagem até a França tinha sido cara e eu respondi que ‘sim’. Não entendi o motivo para o questionamento. Depois me disseram que a viagem tinha acabado de ficar muito mais cara e que eu havia acabado de receber uma multa de US$ 500 (aproximadamente R$ 1.040)”, contou Crystal.

A viajante tentou explicar que a fruta foi dada durante o voo e que ela havia esquecido de declarar, mas recebeu a multa.

Sem mais artigos